25 heróis da água

25 heróis da água

Em todo o mundo, milhares de pessoas realizam trabalhos importantes para ajudar a resolver problemas de água por meio de pesquisa, criação de políticas e soluções práticas. Aqui estão alguns heróis da água da Impeller (sem ordem especial).

  Jimmy Carter

 

Fundador, Centro Carter, Estados Unidos

     
    Jimmy Carter
     
   

Em 1986, Quando o ex-presidente americano Jimmy Carter e seu centro Carter lançaram a campanha, para erradicar o verme guiné, uma infecção parasitária causada por água de fontes paradas, havia uma estimava de que existiriam 3,5 milhões de casos em 21 países. Até ao ano passado, o número diminuiu para menos de 1.800 casos, em apenas quatro países. O programa de erradicação do parasita guiné fabricou e distribuiu palha plástica equipada com fios de náilon para retirada de pulgas microscópicas da água potável para todas as pessoas com risco de doença no Sudão. Havia também uma campanha orientada de educação. Espera-se que o verme da guiné seja a segunda doença humana a ser erradicada, depois de varíola. 


  Ek Sonn Chan

 

General Director, Phnom Penh Water Supply Authority, Cambodia (PPWSA)

 
   

Decades of conflict left the water supply system of the Cambodian capital in tatters. In 1993 Ek Sonn Chan and his team refurbished the whole system, introducing new billing and payment collection methods and world-class management. Today PPWSA operates without state subsidies and provides 24-hour service and 90 percent coverage to the city.


  Stephen Carpenter

 

Professor de Zoologia e Limnologia, Universidade de Wisconsin-Madison, Estados Unidos

 
   

Stephen CarpenterA inovadora pesquisa de Steven Carpenter, pela qual recebeu o Prêmio Estocolmo de Água 2011, demonstrou como os ecossistemas de água são afetados pelas paisagens vizinhas e atividades humanas. Suas descobertas formaram a base para soluções concretas sobre como gerenciar lagos. A experiência de Carpenter inclui ciclos de contaminantes, eutroficação e economia ecológica de água fresca.
Photo: Jeff Miller/University of Wiscons in-Madison 


  Kalanithy Vairavamoorthy

 

Diretor Executivo, Escola de Sustentabilidade Global, Estados Unidos

 
   

Kalanithy VairavamoorthyUm especialista em questões urbanas de água, Kalanithy Vairavamoorthy trabalhou para criar sistemas de água limpa e sustentável por meio de programas para a UNESCO e para a União Europeia. Seus projetos de pesquisa estudaram como a mudança climática e o crescimento da população afetarão os sistemas de água sustentáveis para as cidades. 


  Peter Gleick

 

Presidente e co-fundador, Pacific Institute, Estados Unidos

 
   

Peter GleickO cientista Peter Gleick está por trás do The World’s Water, o qual forneceu dados e ideias sobre problemas de água fresca por mais de uma década. Gleick se concentra nas conexões entre a água e a saúde humana, uso sustentável da fonte, privatização,  globalização e conflitos sobre fontes de água.


  Anders Berntell

 

Diretor Executivo, Estocolmo International Water Institute (SIWI),
Suécia

 
   

Anders BerntellAnders Berntell é hoje uma das vozes mais influentes do setor de água. Sob sua liderança, a SIWI, mais conhecida pela organização da Semana Mundial da Água, se tornou um instituto de políticas renomado em todo o mundo. Em março de 2012, ele se tornará o Diretor Executivo do Grupo Fontes Hídricas de 2030 na Corporação de Finanças Internacional no World Bank Group.


  Kofi Annan

 

Ex Secretário Geral das Nações Unidas, Gana

 
   

Kofi AnnanKofi Annan sempre colocou a água no centro de sua agenda política, procurando acesso para garantir água como “direito humano básico”. A Fundação Kofi Annan promove segurança, comida e nutrição na África, incluindo melhorar a consciência da importância do gerenciamento eficiente de água.
Photo: FAO/Giulio Napolitano 


  Patricia Mulroy

 

Gerente Geral, Distrito de água Valley de Las Vegas, Estados Unidos

 
   

Patricia MulroyA água de suas fontes pode ter atraído os primeiros europeus para a área de Las Vegas, mas, nas últimas décadas, a fonte começa a escassear, conforme a cidade do deserto se desenvolve e cresce. Com apenas 100 mm de chuva por ano e um consumo de água que cresce em dois dígitos, ideias extremas são necessárias. Patricia Mulroy supervisionou uma política inovadora e muitas vezes controversa que obteve sucesso em atender a 2 milhões de residentes com água sem construção de diques ou importação de água de áreas rurais distantes. A cidade de Las Vegas paga agora aos moradores um valor de US$ 40 mil por acre para substituir fachadas com pedras e plantas nativas e criou ainda novas regras de uso de água. A população da cidade cresceu em 50% nos últimos 10 anos, mas ainda usa a mesma quantidade de água.
Photo: LVVWD 


  Diane D’Arras

 

Executiva Sênior Vice Presidente da Water Europe, Suez Environnement, França

 
   

Como ex-chefe de pesquisa e desenvolvimento das instalações de resíduos e água no Suez Environnement, Diane D’Arras é, há quase uma década, influente no desenvolvimento de novos sistemas municipais de água. Seu trabalho se concentra na melhoria de técnicas de tratamento e na redução de consumo de energia das estações. 


 

Princesa Victoria

Patron, Prêmio Estocolmo Júnior de Água, Suécia

 
   

Crown Princess VictoriaComo patrona do Prêmio Estocolmo Júnior de Água, a Princesa Victoria da Suécia trabalha para elevar a consciência sobre os problemas da água no mundo. Em 2011, ela e seu marido, o Príncipe Daniel, se tornaram patronos em conjunto do WaterAid da Suécia.
Photo: Cecilia Österberg, Exray 


  Alison Bick

 

Inventor, Estados Unidos

 
   

Alison Bick ganhou o Prêmio Estocolmo Júnior de Água de 2011 por desenvolver um método de baixo custo para testar a qualidade da água potável usando um telefone móvel. O júri disse que a tecnologia desenvolvida enquanto Bick estava na escola tem “o potencial de revolucionar nossa capacidade de monitorar a qualidade da água de maneira rápida, precisa, flexível e menos cara.” 


  Neal Keny-Guyer

 

CEO, Mercy Corps, Estados Unidos

 
   

Neal Keny-GuyerImpulsionado por uma missão de criar “um mundo mais justo e pacífico”, Neal Keny-Guyer tem usado seu empreendedorismo para melhorar as vidas das pessoas mais pobres do mundo. Durante seus 16 anos como CEO da Mercy Corps, Keny-Guyer ampliou a agência de socorros de maneira a se tornar uma grande organização humanitária e de desenvolvimento. Além de microfinanciar e efectuar operações de micro-franquias, a Mercy Corps também é ativa em questões hídricas. Ela fornece água limpa e potável no Paquistão, atingido por enchentes, a partir de duas instalações de filtragem, e, no noroeste do Quênia, sua equipe de respostas de emergência está fornecendo água limpa para mais de 186 mil pessoas que vivem sob situação de seca. Espera-se que os programas de redução de risco da Mercy Corps na Colômbia, China, Etiópia, Indonésia, Nepal e Tajiquisão beneficiem mais de cerca de 500 mil pessoas.


  Thomas Hawksley

 

Engenheiro Civil, Reino Unido

 
   

O trabalho de Thomas Hawksley (1807–1893) evitou milhares de mortes por cólera e contribuiu para a saúde e prosperidade inglesa no final do século 19. Ele desenvolveu o primeiro sistema de água limpa pressurizada disponível na torneira: a base dos sistemas de hoje. 


  Ned Breslin

 

CEO, Water For People, Estados Unidos

 
   

Ned BreslinA ONG internacional liderada por Ned Breslin foi descrita como uma das “mais inovadoras” a tratarem do desafio hídrico global. A Water For People dedica-se a criar acesso confiável para água potável, melhorar saneamento e programas de educação e higiene.


 

Príncipe Willem-Alexander

Chefe do Conselho de Consultoria Geral da Secretaria das Nações Unidas, Holanda

 
   

O Príncipe Willem-Alexander acredita que a resolução de problemas sobre o acesso de água e saneamento tem um papel central na erradicação da pobreza e na criação de um desenvolvimento sustentável. Sua função nas Nações Unidas é ajudar a galvanizar ações em problemas relacionados à água em todo o mundo. 


  Charles Fishman

 

Jornalista investigativo, Estados Unidos

 
   

Em seu livro, The Big Thirst, Charles Fishman apresenta alguns fatos incríveis: que a produção de dois litros de Coca-Cola exige 5 litros de água. Que a água que sai de sua torneira tem 4 bilhões de anos. Mas ele também alerta para uma segunda revolução no uso de água, mudando de uma era de abundância impensada para um gerenciamento cuidadoso e inteligente.


  Qin Guoying

 

Secretário Geral da Fundação de Desenvolvimento da Mulher, China

 
   

O projeto Water Cellar for Mothers ajudou a fornecer água potável para 13 milhões de pessoas nas áreas rurais da China. Mais de 100 mil subsolos de água já foram instalados e 1.200 projetos de coleta de água iniciados, garantindo que mulheres da zona rural não precisem mais passar tempo buscando água e podendo, ao invés disto, cuidar de sua casa e trabalhar para conseguir dinheiro.


  Alexandra Cousteau

 

Fundadora, Blue Legacy International, Estados Unidos

 
   

Alexandra CousteauViajar pelo mundo quando criança com seu famoso avô deu a Alexandra Cousteau um senso sólido de consciência ambiental. Em 2008, ela fundou o Blue Planet, um projeto que utiliza filmes, ferramentas educacionais e mídias sociais para compartilhar histórias sobre problemas essenciais de água.
Photo: Bil Zelman 


  Upmanu Lall

 

Diretor, Columbia Water Center, Estados Unidos

 
   

Upmanu LallUpmanu Lall e seus colegas desenvolveram métodos para prever processos hidroclimáticos de longo prazo e sazonais, como variabilidade de precipitação em regiões secas nas quais os cursos de água podem secar periodicamente. Sua pesquisa também demonstrou como integrar estas informações na gerência de longo prazo de reservas, retirada de aquíferos e sistemas de irrigação.


  Petra Wadström

 

CEO, Solvatten, Suécia

 
   

Petra WadströmA ideia de Petra Wadström para tornar água não potável em um recurso consumível por meio de energia solar venceu o  Prêmio de 2011 do International Green Awards na categoria de Melhor Nova Inovação Ecológica. O júri do prêmio classificou Solvatten como “uma solução realmente transformadora com impacto ambiental e benefícios sociais significativos”.
Photo: Solvatten 


  David Suzuki

 

Co-fundador, David Suzuki Foundation, Canadá

 
   

David SuzukiO geneticista e locutor David Suzuki foi aclamado mundialmente por seus esforços em proteger os ecossistemas no Canadá. Com a fundação dos cursos em seu nome, ele trabalhou para solidificar as leis em British Columbia para manter o fluxo dos cursos e firmou parcerias com comunidades locais para proteger a água em locais importantes.
Photo: David Suzuki Foundation 


  J. Carl Ganter

 

Jornalista, Diretor e co-fundador, Circle of Blue, Estados Unidos

 
   

J. Carl GanterO jornalista J. Carl Ganter ilumina a crise hídrica global por meio de um conteúdo estimulante. A rede do Circle of Blue, composta por jornalistas e cientistas com relatórios e pesquisas sobre problemas de fontes hídricas. Também publica o WaterNews, uma fonte inestimável para notícias e dados hídricos.


  Katie Spotz

 

Aventureira, lutando por uma água segura, Estados Unidos 

 
   

Katie SpotzKatie Spotz passou 70 dias remando sozinha no Atlântico para arrecadar dinheiro e consciência sobre a necessidade de água potável. Os esforços desta garota de 22 anos arrecadaram centenas de milhares de dólares para a Blue Planet Run Foundation, o qual tem projetos em 18 países.


  Jan Eliasson

 

Presidente, WaterAid Suécia 

 
   

Jan EliassonComo diplomata de carreira, Jan Eliasson normalmente precisa lidar com conflitos provenientes de fontes escassas de água e tem experiência de primeira mão sobre a necessidade desesperada de água limpa para países em desenvolvimento. Ele continua seu trabalho hoje com a WaterAid, uma organização que ajudou milhões de pessoas a obter acesso a água potável por meio de projetos sustentáveis de baixo custo.


  Asit Biswas

 

Presidente, Third World Center for Water Management, Índia/Canadá

 
   

Asit BiswasUm verdadeiro herói da água. Sua pesquisa e o constante desafio ao status do professor Asit Biswas teve um impacto real sobre os problemas hídricos em um nível global. Ele foi uma das principais forças por trás da International Water Supply e da Década de Saneamento nos anos 80, e recebe o crédito por ter melhorado de maneira significativa as vidas de milhões de pessoas ao desenvolver tecnologias econômicas e novas abordagens. Preocupado com o fato dos líderes das causas de água não receberem suficiente atenção nos principais fóruns internacionais, deu início a um programa para selecionar e treinar futuros líderes da causa. Biswas ganhou o Prêmio Estocolmo de Água de 2006.

 
por David Wiles