Monitorização em tempo real ajuda a proteger o rio Pa Sak na Tailândia

Monitorização em tempo real ajuda a proteger o rio Pa Sak na Tailândia

Os programas de monitorização da qualidade da água em tempo real estão a desempenhar um papel cada vez mais importante para ajudar a aplicar a política ambiental. Na Tailândia, a marca YSI da Xylem fez parceria com a consultora ambiental Green Banyan para criar um sistema de monitorização da água ao longo do rio Pa Sak. O sistema, instalado a nordeste de Banguecoque, alerta imediatamente as autoridades se um qualquer parâmetro da água ultrapassar o limite recomendado pelo governo.

A Tailândia, como a maioria dos outros países da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), viveu um rápido crescimento populacional e desenvolvimento industrial nas últimas décadas, especialmente nos seus grandes centros urbanos, como Banguecoque. No entanto, lamentavelmente, este crescimento económico também pode levar a consequências indesejáveis, como a poluição do ar e da água.

A Associação para o Meio Ambiente da Água na Ásia (WEPA – Water Environment Partnership in Asia) classificou recentemente a qualidade geral da água de superfície da Tailândia como razoável e a melhorar na maioria das suas bacias hidrográficas. No entanto, os rios no sul, adjacentes aos grandes centros urbanos, continuam afetados por fontes de poluição municipais, agrícolas e industriais. Estes fatores de pressão contínua acabam por originar a proliferação de algas nocivas, a formação de água hipóxia extrema ou até mesmo anóxica e altos níveis de morte de peixes, incluindo a criação de peixes em aquacultura.

Estações de monitorização de água para proteger o rio Pa Sak

O rio Pa Sak tem sido particularmente sujeito a elevados níveis de polução ao longo dos anos, principalmente provocado por descargas de águas residuais municipais e industriais. De acordo com um relatório de 2015 sobre o rio Pa Sak do Departamento de Controlo de Poluição (PCD – Pollution Control Department), apenas 45 por cento das águas residuais foram tratadas antes de serem lançadas nos seus rios adjacentes. Vários eventos com significativo número de peixes mortos levaram o governo a agir, incluindo o financiamento de estações de monitorização da qualidade da água em tempo real.

A primeira parte da solução de monitorização da água foi instalada em 2016 e a qualidade da água já está a melhorar. De acordo com a publicação do PCD sobre o estado de poluição na Tailândia em 2018, o rio Pa Sak atinge o nível de “qualidade da água razoável”, com um índice de qualidade da água (WQI – water quality index) de 61 – a boa qualidade corresponde a um valor WQI de 70 e superior. Melhoramentos recentes na tecnologia de tratamento da água, a construção de quatro novas estações de tratamento de águas residuais e a monitorização ativa da qualidade da água são valorizadas para um aumento geral na pontuação WQI do rio Pa Sak.

No geral, o objetivo deste programa não é apenas ajudar a implementar as leis ambientais locais, mas também a fortalecer o relacionamento e a confiança entre os cidadãos e a indústria, explica Opart Rungsiri da Green Banyan.

Como funciona o programa de monitorização da água em tempo real

Financiado pelo Ministério do Interior, o âmbito do projeto foi organizado em três fases: as primeiras duas fases utilizaram uma abordagem de plataforma baseada numa boia, neste caso a boia EMM 350 Pisces, enquanto a terceira fase consistiu em estações terrestres, utilizando bombas submersíveis para recolher amostras de água.
 
Essas bóias foram equipadas com uma sonda de qualidade de água YSI EXO2,

configurada para medir a temperatura da superfície, condutividade, pH, oxigénio dissolvido, índice de algas totais (incluindo algas verdes) e turvação, entre outros parâmetros de qualidade da água calculados.

Cada sistema EXO2 também foi equipado com um dispositivo de limpeza central para ajudar a prevenir a incrustação biológica e mitigar quaisquer riscos de perda de dados devido à obstrução dos sensores. Estrategicamente, cada estação foi localizada perto de um templo budista, onde os moradores podiam manter alguma vigilância da boia, procurando reduzir as possibilidades de ocorrência de adulteração ou roubo.

 

Informação às agências governamentais e programas de sensibilização pública

As boias Pisces foram montadas pela YSI nos EUA e fornecidas à Green Banyan em duas fases. O primeiro conjunto de quatro boias Pisces foi fornecido e instalado em 2016 e o segundo conjunto de quatro boias foi fornecido e colocado em funcionamento mais recentemente.

É prestada assistência mensal às oito boias, para o que a equipa se desloca a cada local para verificar todos os sistemas, calibrar os sensores e fazer manutenção e limpeza geral. As agências governamentais e universidades usam os dados em monitorização ativa, desenvolvimento de modelos numéricos e de previsão e programas de sensibilização pública.

Os dados da qualidade da água são transmitidos para um servidor do governo e à Green Banyan. Um sistema de alarme fornece avisos em tempo real aos funcionários se um parâmetro (por exemplo, o oxigénio dissolvido) exceder o limite recomendado pelo governo. As notificações são depois transmitidas à comunidade local para uma resposta adequada.

Quatro estações terrestres de monitorização da água

A próxima fase do projeto de monitorização da qualidade da água do rio Pa Sak apresenta quatro estações de monitorização adicionais instaladas ao longo do rio Pa Sak. As novas instalações são terrestres, ao contrário das plataformas de boias das duas primeiras fases.

Estas estações incluem os parâmetros EXO originais (por exemplo, pH, amónia, etc.), bem como a carência bioquímica de oxigénio (BOD – biological oxygen demand) e a carência química de oxigénio (COD – chemical oxygen demand), aplicando um pacote de sensor do espectro WTW NiCaVis. Estes parâmetros são tradicionalmente usados em aplicações de monitorização de águas residuais e podem, portanto, ser usados como forma de comparar a qualidade da água das estações de tratamento relativamente ao rio.

Com o sistema de monitorização da água implementado, os investigadores e as agências podem ter uma visão geral da saúde do rio Pa Sak e monitorizar de forma mais eficaz os regulamentos de poluição mais rígidos. O sistema também serve como “prova de conceito” para projetos futuros semelhantes na região e mais além.

por Greg Weiss